A "Razão de ser"​

Sócios Fundadores

António Augusto Saavedra da Costa
António Francisco Dias Vieira
António Joaquim Magalhães Cabral
Ernesto de Andrade Costa
José Joaquim Medeiros de Moura
António Mota Dinis do Vale
Abel J M da Silveira Montenegro
António Alves da Silva
Mateus Carlos Teixeira Alves
Manuel Lopes dos Prazeres
José Augusto Macieirinha

"RAZÃO DE SER" DA ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS DO SEMINÁRIO DE VILA REAL

O Seminário não é só um tempo, é também o espaço e o edifício onde, ao longo de gerações, se formaram os padres da Diocese e tantos outros jovens que, não tendo sido sacerdotes, estão hoje inseridos e comprometidos em projectos de relevante importância na nossa sociedade.

O Seminário, destinado a servir como local de instrução para os seminaristas, preparando-os para o sacerdócio, foi local de residência e de trabalho de grupos de jovens, ao longo de várias décadas, que aí cresceram em situação semelhante, separados da sociedade por um período considerável de tempo e levando uma vida fechada e formalmente administrada.

Ver mais!
Aí viviam em comunidade, moravam, estudavam e se divertiam juntos, no mesmo espaço físico , numa vida de internados com pouco contacto com a realidade externa e sofrendo uma modelagem institucional na subjectividade de cada um.
Com o concílio Vaticano II e o Maio de 1968 , surgiu a maior crise dos seminários, que se concretizou na saída da quase totalidade dos alunos, no abandono do ministério por muitos jovens sacerdotes, na contestação ao traje eclesiástico, no desaparecimento da coroa ao ritmo do crescimento do cabelo, na subalternização do latim e no surgimento da Liturgia coloquial.
Daí que seja elevado o número de antigos alunos do seminário em carreiras extra religiosas.
A verdade é que, após a saída, numa primeira etapa, a grande maioria dos ex-seminaristas pretendesse passar uma esponja sobre esses anos - vê-los varridos da sua história -, recalcados pela insegurança que sentiam perante a vida que tinham pela frente, vida até aí vivida num clima pesado na instituição ocultado por uma fachada de bem estar e tranquilidade...
Como a história só pode ser objectivamente avaliada por análise das experiencias vividas após os factos, os antigos alunos do Seminário, após a sua plena integração na sociedade, puderam constatar que a disciplina imposta, os hábitos de trabalho inculcados e os conhecimentos ministrados foram a chave do seu sucesso na vida.
E de um recalque inicial, surgiu o orgulho de terem passado pelo Seminário, orgulho assente no notório reconhecimento do papel que o Seminário teve na sua Formação como Homens, pautada pelos valores axiológicos que lhes foram inculcados e pela certeza das marcas indeléveis que o tempo não apaga e a maturidade faz reconhecer terem sido imprescindíveis na sua formação global.
E foi cedo que se aperceberam da importância da sua formação ...
Com a Revolução de Abril, quando as gerações mais novas, onde se incluía a da maioria de nós, procuravam estabilizar ou iniciar a sua vida, após conclusão dos estudos e cumprimento do serviço militar vieram as alterações profundas das maneiras de se ver o País e o Mundo em geral.
E essa liberalização política arrastou o País para uma liberalização de costumes e uma alteração de meios e modos de vida que deixou muitos completamente desnorteados e perdidos.
Foi, pois, neste ambiente politico social em que a maior parte procurava encontrar raízes a que se agarrar e pessoas em quem confiar, que a grande maioria de nós, olhando para a sua estrutura pessoal decidiu participar em 02 de Maio de 1981 num encontro de antigos alunos do nosso seminário, onde estiveram mais de 400 antigos alunos em sessão presidida por Sua Ex.ª Reverendíssima, o Sr. D. António Cardoso Cunha que garantiu o apoio a reuniões similares e colocou à nossa disposição as instalações e um mínimo de meios.
E aí nasceu a ideia de constituir uma Associação dos Antigos Alunos, ideia que germinou nos anos subsequentes e viria a ser corporizada a 13 de Outubro de 1986 na sequência do 3º encontro de Antigos Alunos do Seminário de Vila Real no salão da Igreja de Nossa Senhora da Conceição realizado no dia 8 de Junho de 1985 presidido pelo Sr. D. António Cardoso Cunha, onde foi deliberado, criar uma Associação de Antigos alunos.
E foi na sequência dessa deliberação que, no dia 13 de Outubro de 1986, por escritura lavrada no Cartório Notarial de Vila Real e outorgada pelos antigos alunos António Francisco Dias Vieira, António Augusto Saavedra da Costa, António Joaquim Magalhães Cabral, Ernesto de Andrade Costa, José Joaquim Medeiros de Moura, António Mota Dinis do Vale, Abel Joaquim Mourão da Silveira Montenegro, António Alves da Silva, Mateus Carlos Teixeira Alves, Manuel Lopes dos Prazeres e José Augusto Macieirinha, foi fundada a Associação dos Antigos Alunos do Seminário de Vila Real.
Em 1 de Março de 2004, no Diário da República - III série, nº 51, foi certificada a Constituição da Associação dos Antigos Alunos do Seminário de Vila Real.
Desde 1972 realizam-se os seguintes encontros de antigos alunos que alimentaram este desejo da Associação .
01 de Julho de 1972 realizou-se a 1ª reunião dos antigos alunos.
02 de Maio de 1981 com a presença de mais de 400 antigos alunos, teve lugar a 2ª reunião presidida por Sua Ex.ª Reverendíssima, o Sr. D. António Cardoso Cunha.
8 de Junho de 1985 realizou-se o 3º encontro de Antigos Alunos do Seminário de Vila Real num salão da igreja de Nossa Senhora da Conceição, seguido de almoço no Seminário, presidido pelo Sr. D. António Cardoso Cunha, tendo-se decidido, nesse encontro, criar uma Associação de Antigos alunos
26 de Julho de 1997 teve lugar o 4º encontro presidido por Sua Ex.ª Reverendíssima o senhor D. Joaquim Gonçalves, Bispo da Diocese.
4 Abril de 1998, realizou-se o 5º Encontro presidido pelo Senhor D. Joaquim, data em que a Associação com a Câmara Municipal de Vila Real, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Câmara Municipal de Mondim de Basto, homenageou o Monsenhor Ângelo do Carmo Minhava.
11 de Fevereiro de 2001, dia da Ordenação Episcopal de D. António Augusto Santos Marto, antigo aluno do Seminário de Vila Real ,realizou-se o 6º Encontro dos Antigos Alunos no Hotel Mira Corgo .
23 de Abril de 2005, desta vez em Vidago, no Centro de Formação Profissional Agrária AlvesTeixeira e mais uma vez presidido pelo Sr. D. Joaquim Gonçalves teve lugar o 7º ENCONTRO, data a partir da qual, por sugestão do nosso Venerando Bispo, os Encontros passaram a ser anuais, no Seminári ode Vila Real e no Terceiro Sábado de Maio local e data onde se verificaram os 8º, 9º e 10º Encontros
Em 2008, data em que homenageamos ( a titulo póstumo ) o Sr. Dr. António Joaquim Magalhães Cabral, foi decidido que todos os anos nos lembraríamos de uma forma especial, de alguém desta Casa.
Assim a próxima reunião de 16 de Maio de 2009 e já inserida no programa publicado, está a homenagem a um ilustre professor da nossa casa
Em 2009, data em que homenageámos o Teacher ,Dr. António Augusto Sampaio
Em 2010, data em que foi homenageado o SR. Padre José Joaquim Dias Gomes
Em 2011, homenageámos o Seminário de Vila Real , pelos frutos amadurecidos no Seminário para servir a justiça, lembrando : 4 Juízes Conselheiros, 5 Juízes Desembargadores,1 Procurador da República, 19 Advogados,e 5 Oficiais de Justiça (números do conhecimento da AAASVR)
2012 date em que  homenageámos Mons. José António Costa Selas
2013, data em que homenageámos Mons. João Parente e Mons. Salvador Parente.
2014, data em que homenageámos DR. Barroso da Fonte
2015, data em  que homenageámos Padre Lourenço Fontes
2016, data em que homenageámos o Padre João Batista Domingues
2017, data em que homenageámos o Coronel António Francisco Dias Vieira
2018, Implementação de um Busto na Praça da Sra da Conceição em honra do Monsenor Minhava.
2018, data em que homenageámos Valentim Fernandes dos Santos
2019, data em que homenageámos o DR. Normando Valongueiro Machado.
A Associação não se tem limitado à realização de encontros mais ou menos periódicos.
Para além das homenagens já referidas,  praticou várias actividades, onde destacamos  a angariação de fundos para o Seminário;
A colaboração com as entidades religiosas em tudo o que lhe foi pedido ;
A congratulação e a presença nas Sagração dos Senhores Bispos: D. Gilberto Canavarro D.-Amândio Tomás , D. António Marto (Bispo e Cardeal) e D. MANUEL liNDA.
Acompanhou Sua Ex Revª D. Joaquim na obra “ Travessia”
Participou a titulo individual de alguns Dirigentes no Movimento Pro- Vida (referendo aborto),  Pastoral, Movimentos etc.
Convidou algumas entidades para colóquios sobre assuntos actuais e pertinentes, nomeadamente o uso de embriões a fecundação medicamente assistida a cargo do Professor Dr. Daniel Serrão.
Em 24 e 26 de de Abril de 2009 em Fátima realizou-se um encontro com o titulo Seminários –“Da Memória à Profecia”. O Encontro contou com mais de 300 presenças de antigos -alunos ordenados e leigos.
O Nosso Seminário uma das associações organizadoras fez-se representar pelo nosso Bispo e 18 antigos-alunos.
Daqui nasceu a UASP -União das associações antigos alunos dos Seminários Portugueses- Associação a que aderimos como sócios em 2010   e passamos a fazer parte dos Corpos Sociais
Temos colaborado quer nas Jornadas Culturais, Retiros e Fóruns, com a Organização de 2 jornadas em 2013 em Vila Real e 2015 em Montalegre.
Em 2012 participação no forum em Lamego sobre a clarificação dos Estatutos
Em 2014 em Braga no forum “Olhares sobre o concilium Vaticanoll - com um trabalho “Sacrosanctum Concilium”
Em 2018 em Fátima no Forum “ O Acesso á expariência da fé hoje” com o trabalho “A transmissão da fé na geração dos filhos”.
A Direcção da AAASVR para além da criação da página na Internet AAASVR.COM para a qual pede colaboração com textos de opinião ,noticias fotografias e divulgação de  encontros ou realizações, propôs-se a fazer uma exposição de todas as obras de arte, dos antigos alunos em todas as variantes: pintura,escultura, literatura, musica e outras  e ainda publicitar a venda das mesmas obras.
Por tudo isto, valeu a pena  mantermo-nos unidos.

 

A Direcção

15

Membros dos Orgãos Sociais

+500

Associados

+100

Eventos realizados

Orgãos Sociais

Direção

Presidente – António Mota Dinis do Vale
Secretário – Joaquim Ribeiro Aires
Tesoureiro – Domingos Vilela Costa
Vogais – José Manuel Silva Moura, Mário Machado Oliveira, Fernando José Casinhas Capelas, António Maria Dias Cascais

Assembleia Geral

Presidente – José Augusto Macieirinha
Secretário – Avelino Fernandes Gomes
Vogais – Baltasar Serafim da Costa 
Sousa Ferreira, Dr. Manuel Coutinho

Conselho Fiscal

Presidente – José Augusto Francisco Branco
Primeiro Secretário – Valentim Fernandes Santos
Segundo secretário – António Barreira
Vogal – Padre José Amilcar

Estatutos da Associação

CAPÍTULO PRIMEIRO

Designação, âmbito, sede, objectivos e duração.

ARTIGO PRIMEIRO
A Associação dos Antigos Alunos do Seminário de Vila Real, abreviadamente designada AAASVR, é uma associação cultural, social e regionalista que se regerá pelos presentes Estatutos e pela legislação em vigor.
Ver mais!
ARTIGO SEGUNDO
A sede da Assiciação é na cidade e concelho de Vila Real, podendo existir delegações
noutras localidades.
ARTIGO TERCEIRO
A AAASVR tem como objectivos:
a) Criar e incrementar o espírito de sã convivência e camaradagem entre os
associados;
b) Desenvolver iniciativas culturais e recreativas;
c) Estimular actos de solidariedade entre os sócios, com os actuais e futuros
alunos do Seminário de Vila Real, contribuindo para a constituição dum fundo económico,
destinado a Bolsas de Estudo, de número e montante a estabelecer;
d) Apoiar iniciativas de carácter regionalista.
ARTIGO QUARTO
A duração da AAASVR é por tempo indeterminado.

CAPÍTULO SEGUNDO

Dos sócios
ARTIGO QUINTO
Um - Os sócios da AAASVR dividem-se em duas categorias - ordinários e
extraordinários.
Dois - São sócios Ordinários todos os que frequentarem, como alunos, o Seminário
de Vila Real.
Três - Podem ser sócios Extraordinários:
a) Todos os que, de algum outro modo, tenham estado ligados ao Seminário de
Vila Real;
b) Os familiares dos sócios Ordinários;
c) Os que tenham quaisquer ligações relevantes com a região transmontana.
ARTIGO SEXTO
Assumem a qualidade de sócios Fundadores todos os que se inscreverem durante o primeiro ano, após a aprovação dos presentes estatutos.
ARTIGO SÉTIMO
Serão Sócios Beneméritos os que contribuirem, de forma relevante, para a vida da
Associação.
ARTIGO OITAVO
Os sócios Ordinários têm direito:
a) A assitir, participar e votar nas reuniões da Assembleia Geral;
b) A ser eleitos para os Corpos Gerentes da Associação;
c) A requerer a convocação extraordinária da Assembleia Geral.

CAPÍTULO TERCEIRO

(Dos Órgãos Sociais)
ARTIGO NONO
Um - Os Órgãos Sociais da AAASVR são a Assembleia Geral, a Direcção e o Conselho
Fiscal.
Dois - Os corpos gerentes da Associação são eleitos na Assembleia Geral convocada
para o efeito, por um período de quatro anos civis.
ARTIGO DÉCIMO
O exercício de qualquer cargo é gratuito e não é permitida a acumulação de cargos da
Associação.

SECÇÃO PRIMEIRA

(Da Assembleia Geral)
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
A Assembleia Geral é constituída pela reunião de todos os sócios ordinários, e só
pode funcionar, em primeira convocatória, com a presença da maioria absoluta daqueles
associados.
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Um - A Assembleia Geral reúne obrigatoriamente uma vez por ano, nos primeiros
quinze dias de Janeiro.
Dois - Reúne extraordinariamente sempre que a Direcção a convoque ou dois terços
dos sócios ordinários o requeiram.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
A Assembleia Geral é dirigida por uma Mesa constituída por três membros eleitos,
sendo um Presidente e dois Secretários.
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
Compete à Assembleia Geral:
a) Definir as linhas fundamentais da actuação da Associação;
b) Eleger e destituir, por voto secreto, os membros da respectiva Mesa e a totalidade
ou parte dos membros dos restantes corpos gerentes;
c) Definir as condições de admissão e exclusão de sócios;
d) Admitir e excluir sócios;
e) Determinar o pagamento das quotas e fixar o seu montante e periodicidade;
f) Deliberar sobre a alteração dos Estatutos e sobre a extinção da Associação.

SECÇÃO SEGUNDA

(Da Direcção)
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
A Direcção é constituída por cinco membros eleitos, sendo eles respectivamente,
Presidente, Secretário, Tesoureiro e dois Vogais.
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Compete à Direcção:
a) Representar a AAASVR;
b) Cumprir e fazer cumprir os Estatutos e as deliberações da Assembleia Geral;
c) Cobrar receitas e pagar despesas;
d) Apresentar à Assembleia Geral o relatório e contas da Associação, acompanhado
do parecer do Conselho Fiscal, relativos ao ano anterior;
e) Submeter à apreciação da mesma Assembleia a proposta de Orçamento para o
ano seguinte;
f) Administrar os bens móveis e imóveis da AAASVR.
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
Ao Presidente compete:
a) Presidir e orientar as reuniões;
b) Convocar as reuniões extraordinárias;
c) Numerar e rubricar os livros e assinar a correspondência expedida;
d) Superintender, dum modo geral, nos assuntos relativos à Direcção;
e) Gerir os fundos da AAASVR.
ARTIGO DÉCIMO OITAVO
Ao Secretário compete:
a) Dirigir o serviço de secretaria;
b) Lavrar as actas das reuniões;
c) Registar a entrada e expedição da correspondência;
d) Tratar do arquivo de toda a documentação e correspondência;
e) Fornecer ao Conselho Fiscal todos os elementos necessários à colaboração dos respectivos pareceres;
f) Inventariar os bens da AAASVR.
ARTIGO DÉCIMO NONO
Ao Tesoureiro compete:
a) Arrecadar os fundos da Associação;
b) Pagar as despesas por cheque ou fundo de maneio;
c) Fazer depósitos;
d) Passar recibos e assiná-los;
e) Ter em dia os livros da Tesouraria;
f) Prestar contas à Direcção.
ARTIGO VIGÉSIMO
Os dois Vogais darão a sua colaboração à Direcção, quando e no que for necessário.
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
A Direcção reúne uma vez por mês ou quando o presidente o julgue necessário.

SECÇÃO TERCEIRA

(Do Conselho Fiscal)
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
O Conselho Fiscal é constituído por três membros eleitos, sendo um Presidente, um
Secretário e um Relator.
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
Compete ao Conselho Fiscal:
a) Examinar, quando o entender conveniente, a escrita da AAASVR e os serviços
da Tesouraria;
b) Dar parecer sobre os relatórios e contas anuais da Direcção, bem como outros
assuntos que sejam cometidos pela Assembleia Geral ou pela Direcção;
c) Velar pelo cumprimento dos Estatutos e das deliberações da Assembleia Geral.
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
O Conselho Fiscal reúne, no mínimo, duas vezes por ano, e sempre que o seu Presidente
o entender necessário ou o requeiram a Direcção ou a Assembleia Geral.
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
O Conselho Fiscal é solidariamente responsável com a Direcção pelos actos desta,
sobre que tenha dado parecer favorável.

SECÇÃO QUARTA

(Das Eleições)
ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
A eleição da Mesa da Assembleia Geral, da Direcção e do Conselho Fiscal é feita
por escrutínio secreto, à pluralidade de votos dos sócios Ordinários.
ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO
Um - As respectivas listas devem conter os nomes dos candidatos.
Dois - Só o cargo de presidente da Mesa da Assembleia Geral, da Direcção e do
Conselho Fiscal, respectivamente, deve ser especificado.
Três - Só podem ser submetidas a votação as listas que forem apresentadas por um
mínimo de cinco associados eleitores.
ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
Um - Considerar-se-ão eleitos os elementos constantes da lista que reunir a maioria
absoluta dos votos expressos, com exclusão dos votos nulos ou em branco.
Dois - No caso de não se conseguir a maioria requerida, haverá nova votação entre as
duas listas mais votadas.

CAPÍTULO QUARTO

(Disposições Transitórias)
ARTIGO VIGÉSIMO NONO
Até à obtenção de instalações apropriadas, a sede da AAASVR funcionará
provisorimante no edifício do Seminário de Vila Real.
Assim o disseram e outorgaram por minuta.
Foi exigido o certificado da admissibilidade passado pelo Registo Nacional de Pessoas
colectivas em 9 de Julho do corrente ano.
Esta escritura foi lida aos outorgantes e feita a explicação do seu conteúdo em voz
alta e na presença simultânea do teodos os intervenientes.
Em tempo: Declararam ainda os outorgantes que os associados desta Associação
ficam obrigados ao pagamento de uma quota mensal de vinte escudos.